Cruz Vermelha de Vilela

A Cruz Vermelha Portuguesa é uma instituição humanitária não-governamental, uma pessoa coletiva de direito privado e de utilidade pública, sem fins lucrativos, que desenvolve a sua atividade devidamente apoiada pelo Estado, no respeito pelo Direito Internacional Humanitário, pelos Estatutos do Movimento Internacional e pela Constituição da Federação da Cruz Vermelha e do Crescente Vermelho.

A Cruz Vermelha Portuguesa esforça-se para prevenir e aliviar o sofrimento humano, em Portugal e no mundo.

Constitui missão da CVP prestar assistência humanitária e social, em especial aos mais vulneráveis, prevenindo e reparando o sofrimento e contribuindo para a defesa da vida, da saúde e da dignidade humana. 
Para o desenvolvimento da nossa atividade, mobilizamos o “Poder da Humanidade”, bem como a generosidade dos doadores e parceiros por todo o país.
Na qualidade de Sociedade Nacional do Movimento Internacional da Cruz Vermelha e do Crescente Vermelho, agimos no respeito pelos princípios fundamentais da Humanidade, Imparcialidade, Neutralidade, Independência, Voluntariado, Unidade e Universalidade.

História:

Até ao início da década de 80, a freguesia de Vilela não possuía nenhuma instituição que socorresse a sua população com eficácia e rapidez, o que obrigava em muitas situações, as vítimas a serem transportadas ao Hospital em veículos particulares. A demora na resposta a um acidente de motociclo no lugar da Pinta, em abril de 1981, foi a gota de água que levou a que população de Vilela entendesse que as vítimas não eram assistidas em tempo oportuno. Por isso, entenderam que era necessário unir esforços e trazer uma ambulância para a freguesia. Perante a ausência de sede própria, os primeiros locais a acolherem a ambulância e os socorristas voluntários foram habitações privadas deste grupo de pessoas.

O desenvolvimento do núcleo resultou num crescente número de voluntários que se alistaram para integrar a Unidade de Socorro de Vilela. Após meses de formação intensiva, o 1.º curso de voluntários oficiais contou com 44 elementos e aconteceu a 28 de junho de 1987, data da sua fundação. Desde então, a delegação da Cruz Vermelha de Vilela tem multiplicado os formandos em socorrismo, no sentido de responder às crescentes necessidades da população, contando atualmente com oito ambulâncias (2 de emergência e 6 de transporte de doentes).

Normalmente, quem recorre à cruz vermelha necessita de cuidados primários, quer seja para ser transportado a uma consulta, quer seja em caso de urgência. De referir que, além de Vilela, estendemos a nossa área de atuação a freguesias limítrofes, tais como Sobrosa, Duas Igrejas, Cristelo, Louredo, pertencentes ao concelho de Paredes, e ainda Arreigada e Modelos, do concelho de Paços de Ferreira. No total, são cerca de 20 mil as pessoas que usufruem dos serviços da Cruz Vermelha, 24 horas por dia e 365 dias por ano.

Os Presidentes:

Manuel Jesus Ferreira Barros – 1993 a 1996

Isabel de Lourdes da Costa Matos – 1996 a 1997

José da Silva Dias – 1997 a 2000

António José Rosa Nunes – 2000 a 2003

Luis Manuel Sousa e Silva – 2003 a 2008

Albino de Sousa Machado – 2008 a 2011

Joaquim da Silva Dias – 2012 até à presente data

Rua Junta de Freguesia, N.º 24
4580 - 646 Vilela PRD
Email: secretaria@vilela.pt

logo-7

Contacte-nos

Vilela © 2020.